17.9.16

Nerve – Livro e Filme


Vee era o tipo de garota responsável, tímida, a que está sempre nos bastidores e não se destaca entre os amigos. Depois de uma decepção com a melhor amiga, ela tenta fugir desse padrão e se inscreve para participar do Nerve, um jogo de verdade e desafio – só que sem a parte da verdade.

E acabam por aí as semelhanças entre o livro de Jeanne Ryan e o filme a que ele deu origem.  Eu percebi que estou tendo êxito em separar livros de suas adaptações, porque nesse caso eu consegui gostar das duas histórias, mesmo elas sendo bem distintas.

É possível tirar uma crítica a nossa “necessidade de exposição” de ambas, mas é como se a história do livro fosse possível de acontecer atualmente, enquanto o filme parece mais um tema de um episódio de Black Mirror – talvez não impossível mas mais distante nem que seja pelo fato do celular nunca ficar sem bateria.

No livro, os desafios do Nerve são mais leves, coisas como “derrubar água em si próprio em uma cafeteria”, já no filme são bem mais perigosos, como o do trailer que é “pilotar a moto com os olhos vendados”. As pessoas se colocam nessa situação para ganhar fama  e prêmios (como dinheiro e produtos) que o jogo dá a cada desafio cumprido. Não é difícil de imaginar que as pessoas jogariam Nerve se isso existisse fora da ficção.

O desenrolar foca bastante nos Observadores, que pagam para acompanhar os desafios o tempo todo, e acabam tornando-se insensíveis ao sofrimento dos Jogadores. Se tem gente disposta a se colocar em risco, com certeza tem os que incentivam e se divertem assistindo.

Eu entendo porque o filme foi bem diferente, e até acho que as mudanças foram positivas e favoreceram esse formato. Os desafios me deixaram aflita, era uma tensão constante. E as regras do Nerve eram bem mais rígidas, o que contribuía para o clima, pois teriam consequências graves. Achei que a história de alguns personagens, como o Ian, foram mais explicadas aqui. E o final concluiu bem as coisas. Gostei da Emma Roberts (ainda que eu tenha tido dificuldade para aceitá-la no papel de menina que sofre, pra mim ela vai ser sempre a “Surprise, bitch”) e do Dave Franco, comprei o romance deles.

No Nerve do livro, fui iludida que nem a Vee, com a falsa sensação de poder parar a qualquer momento até o negócio ficar feio de repente. Aqui nem tudo é tão explicando quanto no filme, apesar de achar a história da Vee mais interessante. A leitura fluiu, e eu gostei de acompanhar os desafios, mesmo eles não me deixando tão desesperada quanto os do filme. A única coisa que me incomodou foi o final aberto. A autora não tem planos de uma continuação, e no fundo eu espero que continue assim. Melhor ficar sem respostas do que uma continuação ruim.

Recomendo Nerve, tanto filme quanto livro. É o mesmo tema contado de maneiras diferentes, ambas que cumprem seu papel de entreter (e talvez te deixar pensando em como o pessoal é doido), e não fica repetitivo, porque os desfechos são totalmente diferentes.

E vocês, já assistiram/leram? Seriam jogadores, observadores ou passariam longe?


10 comentários:

  1. Oi Bia, que blog lindão!
    Eu estou muitíssimo ansiosa pra ver esse filme, só preciso de uma companhia mesmo HAHAHAHA.
    Mas sério, eu acho a história incrível... confesso também que nem sabia do livro mas já vai pra wishlist, quero comprar!

    Suuuper beijo da Mile!
    vishamiga.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só descobri o livro na Bienal, mas já queria ver o filme, então nem precisou me convencer muito pra ler :D

      Beijos!

      Excluir
  2. Eu queria assistir esse filme, mas não sabia que era um livro...
    Vou procurar saber mais sobre os dois. Gosto bastante da Emma então só por ela o filme já vale a pena.

    http://janeladememorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, eu também só descobri que tinha o livro quando vi pra vender. E não vi muita coisa com a Emma, mas desses que vi eu gostei!

      Beijos!

      Excluir
  3. Esse filme parece ser muito bom, já tinha visto as meninas do Depois dos Quinze divulgando ele e fiquei bem curiosa. Não fazia ideia de que existe o livro mas se os desafios do filme são mais pesados acho que vou preferir o filme, hahah
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei a história do livro melhor desenvolvida, mas achei que o filme me entreteve mais? Não sei explicar, haha. Mas acho que dá pra curtir ambos, que não fica uma história repetitiva.

      Beijos!

      Excluir
  4. Nem conhecia, tanto o livro quanto o filme parecem ser divertidos. Vou procurar o filme para ver.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vê sim, achei ótimo para passar o tempo!

      Beijos!

      Excluir
  5. Ainda não conhecia, e pela sua resenha parece ser super legal! Já quero assistir, só me falta tempo haha. Amei o seu cantinho, já estou seguindo o blog! Bjos Blog Marinspira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu gostei bastante do filme, vê sim! :)

      Beijos!

      Excluir