4.9.16

(Finalmente) comprei um Kindle!


Há mais de um ano eu falei que considerava adquirir um e-reader. Demorou, mas finalmente comprei um: o Kindle Paperwhite. Esse é o e-reader da Amazon. Tem tela de 6 polegadas e iluminação embutida.

Já tinha feito várias pesquisas entre os modelos e marcas e o Kindle Paperwhite era a minha primeira opção. A compra demorou porque achava o valor um pouco salgado – esse modelo com luz é bem mais caro do que o modelo simples (principalmente se ele estiver em promoção). Mas, eis que a Amazon deu um desconto no Paperwhite e eu aproveitei!

O que me levou a comprar o e-reader é que eu já leio livros digitais há bastante tempo e em grande quantidade (por exemplo, do Reading Challenge que fiz ano passado, dos 52 livros lidos ao menos uns 40 eu li em e-book). Então estou mais do que acostumada a ler desse jeito. Já tinha o aplicativo do Kindle (e o Play Livros também) no celular, e embora não me incomode de forma alguma ler assim, como é algo que venho fazendo com bastante frequência decidi investir num dispositivo próprio para isso.

De vantagens, eu já sabia das facilidades em adquirir livros  (começar a ler instantaneamente, poder adquirir livros em outros idiomas) e as de leitura (dicionários, marcações, poder levar pra qualquer lugar sem peso, além de sincronizar a biblioteca com vários dispositivos), o que eu já tinha presente no celular. Eis o que me surpreendeu no e-reader…


Tela

O grande trunfo do e-reader é a tela de e-ink que se aproxima do papel e não emite reflexo e nem fica com marcas de dedo. A única desvantagem é que a tela não é colorida, mas como é raro eu ler livros com figuras, acho que as vantagens compensam esse detalhe.

Comparação 1: Ambiente interno. Celular com brilho em 50%; Kindle sem a iluminação interna ativada; Livro.

Gostei bastante do touch do Kindle, respondeu mais rápido do que eu esperava. Não é tão fluído quanto um celular ou tablet (porque a tinta tem que “carregar” a página), mas não é nada que nem de longe atrapalhe.

Achei que a escolha pelo modelo com luz se mostrou acertada, porque não tem como ler com ele no escuro se a iluminação interna não estiver ativada. Durante o dia ou com a luz do ambiente acesa, não encontrei dificuldades para enxergar a tela, de noite/em ambientes mais escuros cheguei a ativar a iluminação em um dos primeiros graus para ler mais confortavelmente.

Comparação 2: Sob luz do sol. Celular com brilho em 100%; Kindle sem iluminação interna ativada.
(Eu juro que tentei dar uma limpada na tela do celular antes dessa foto, haha)

Bateria

Por usar a tinta eletrônica, o e-reader só gasta energia ao virar a página, depois que ela já foi carregada ele pode exibi-la sem diminuir a carga da bateria (e é por isso que no modo de descanso ele fica exibindo uma imagem bonitinha).

O Kindle veio com uns 50% de bateria e eu completei a carga. A Amazon promete até 6 semanas de uso, mas em certas condições (sem a luz, meia hora por dia de leitura, etc.). Uma semana depois, tendo utilizado ele principalmente com a luz e o WiFi ativados várias vezes ao dia, a carga está em 50% de novo, o que me leva a deduzir que a bateria para mim está durando 2 semanas. Acho que esse tempo pode ser melhorado se eu lembrar de colocá-lo no modo avião e desativar a iluminação. :) Mas ainda assim achei um ótimo período, em que não tive que deixar de ler para carregar o dispositivo ou ler do lado da tomada (como já aconteceu com o celular, haha).

Enviando arquivos

Eu já sabia que seria fácil transferir os livros via USB, mas o que me surpreendeu foi a função Send to Kindle. Eu tenho a utilizado de 3 formas:

  • E-mail: É só mandar um e-mail para o endereço do seu Kindle com o arquivo anexado;
  • Pelo programa: A Amazon tem um programinha que adiciona a opção “Send to Kindle” quando você clica com o botão direito em cima de um arquivo, e aí dá pra mandar direto do computador;
  • A extensão do Chrome: Essa extensão adiciona um botão que permite enviar para o Kindle notícias, postagens de blog, etc., direto do navegador (é a minha favorita) <3

Tem como escolher se você quer que o arquivo fique salvo na nuvem (podendo ser baixado em todos os dispositivos) ou só no Kindle mesmo.  Achei essa facilidade muito boa!

***

Eu recomendo um leitor de livros se você, que nem eu, já lia bastante no celular/tablet, ou se tem dificuldade em ceder ao livro digital – a tela de e-ink pode te ajudar a se acostumar nesse caso, pois é bem diferente da de um tablet ou celular.

É importante levar em consideração pra qual tipo de leitura você quer usar o dispositivo: não vejo boas recomendações de quem comprou querendo ler material acadêmico, já que o e-reader não se comporta muito bem com PDFs (passei alguns para testar, e apesar de abrir e eu conseguir ler, não ficou tão bem formatado quanto um livro digital; com o PDF convertido não tive problemas, mas ele era só de texto mesmo) e nem exibe cores. Não é recomendado também para ler quadrinhos, justamente pela ausência de cor (apesar de que dá para ler mangás).

Optar pelo modelo com luz ou não vai do seu hábito de leitura. Eu, como sempre gosto de ler antes de dormir, já sabia que precisava muito da iluminação interna!

Se a sua finalidade é ler os livros mais populares, você não encontrará problemas e provavelmente se apaixonará tanto quanto eu por esse aparelhinho. ;)

10 comentários:

  1. Oi. Nossa, seu post praticamente me salvou! Tem um tempo que eu quero um Kindle, já vi muitas pessoas comprando mas eu não fazia ideia de como e onde comprar. Eu tenho uma dúvida em relação aos livros: será que todos eu tenho que pagar para ler ou eu posso baixar o livro em qualquer site em e-book e ler no Kindle? Estou com aquela invejinha básica de você!
    Beijo, https://leitoraencantada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miriã!
      Pode baixar de qualquer site sim. A única coisa é que o Kindle não aceita epub (que é o formato mais comum de e-book), mas não é um problema porque é super fácil converter pra mobi, que é o formato que ele aceita (isso quando o site já não tem o arquivo em mobi pra baixar também). Tem um programa chamado Calibre que faz isso, além de organizar sua biblioteca.
      Pra comprar é no site da Amazon, e lá também tem mais informações, tipo todos os formatos que o Kindle aceita. :)

      Beijos!

      Excluir
  2. Pra mim, existia uma vida antes do Kindle e outra muito melhor depois dele. Nunca gostei de ler em celular ou tablets, então continuava comprando os livros físicos. Só que, diferente da maioria das pessoas, eu não sou fã de papel, haha. Meu namorado me deu um Kindle há um bom tempo atrás e é impressionante como facilitou minha vida. Não pesa nada na bolsa, é prático pra ler em qualquer lugar (nem que seja por poucos minutos) e ainda tem todas essas faculdades que você citou, como a de transferência de arquivos. A quantidade de livros que eu leio hoje é muito maior.
    Aproveita muito o seu! (Sei que vai, hahaha.)
    Beijos,
    Bru
    http://www.moderando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tô aproveitando mesmo, praticamente aposentei meu celular e até os livros que eu tenho físico já coloquei no Kindle, que é pra ler na rua sem o peso. Realmente facilita a vida!

      Beijos!

      Excluir
  3. Deve ser demais poder ler no Kindle, nunca havia visto..

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É demais mesmo, ainda me surpreendo com a tela. :)

      Excluir
  4. Eu gosto bastante do LEV e achei que seria dinheiro jogado fora, mas não foi =)
    Me ajuda muito quando não tenho espaço na mochila para carregar livro e para ler a noite sem luz <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quase comprei o Lev (se não fosse a promo da Amazon...), já mexi nele e não notei muita diferença pro Kindle não. Isso de economizar espaço e não pesar é uma das melhores coisas, né?

      Beijos!

      Excluir
  5. Caramba, que bacana...para quem gosta de ler de forma digital é bem mais fácil mesmo, como você disse, quem já está acostumado. Eu prefiro o bom e velho livro em mãos mesmo hahahaha. Que bom que deu certo a sua compra.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra quem já está acostumado se adaptar ao Kindle é uma beleza! Agora eu sei que tem gente que não consegue mesmo :( E acho que nada substitui o livro (não tem jeito, né, nem que seja pra admirar a capa e sentir o cheiro), mas o digital é um ótimo complemento.

      Beijos!

      Excluir