27.7.15

O Que Tenho Amado Nessas Férias #02


Tô de férias e me rendi totalmente ao ócio.

Não que tenha sido totalmente ruim – tirei um tempo para finalmente fazer a fisioterapia que meu joelho exige, sair com os meus amigos, e ainda ler e assistir alguns filmes (que ainda postarei aos montes no Reading Challenge e no 24 Filmes para 2014).

O problema era que nada disso estava me inspirando a postar. Tentando deixar isso pra lá, voltei a “organizar” minha agenda de postagem, e com isso, decidi pegar os vários nadas (rs) e juntar num post, que nem já fiz antes. Então vamos lá, haha.


Outlander

Outlander é uma série baseada nos livros de Diana Gabaldon e conta a história de Claire Randall, uma enfermeira da Segunda Guerra Mundial que acaba indo parar na Escócia de 1743, na época da Revolução Jacobita.

Já tinha visto muita gente falando da série, e com 90% das outras que eu assisto em hiato, resolvi começar Outlander. E foi só dor e sofrimento.

Quando a Claire viajou no tempo, ela acabou deixando o marido dela, Frank, em 1945. Essa é a maior motivação para ela voltar para o seu tempo, mesmo tendo uma relação com Jaime Fraser em 1743.

Ela é uma personagem muito boa. Claire é inteligente e o seu conhecimento do futuro – e habilidades como enfermeira – muitas vezes a colocam em confusões. Além disso, mesmo estando no século XVIII, ela se recusa a ser submissa aos homens. O Jaime também é muito fofo, e ele e o Frank nos deixam em dúvida pra qual época torcer.

A série não é perfeita, e algumas cenas me incomodaram. Violência e estupro – além do machismo e cenas de sexo, pra quem não curte – são os principais trigger warnings que eu posso citar. Apesar disso, gostei bastante e aguardo a segunda temporada. 



Troco Likes


Eu conhecia bem umas três músicas do Tiago Iorc, até que seu novo álbum Troco Likes chegou ao Spotify e eu decidi ouvi-lo. Acho que esse é o primeiro álbum dele todo em português e eu gostei bastante.

Amei Te Ver é de longe a minha favorita (já que eu fiquei dias cantando ela por aí), mas grande parte do álbum – como Mil Razões, Bossa, Sol Que Faltava, para citar algumas – compete pelo posto de 2ª favorita. 

Amei Te Ver


a-ha

Esse não é bem paixão, está mais para empolgação de férias, haha. (Leia-se: Quero uma desculpa pra falar de a-ha aqui.)

Eu gosto de músicas dos anos 80. É, músicas, porque não conheço tanto o repertório das bandas para me dizer fã, com exceção dessa aqui, o a-ha. Pra quem não conhece, é uma banda norueguesa, que estourou em 1985 com Take on Me. :)

E nunca esquecerei a morte lenta: a primeira que foi a turnê de despedida (a qual eu não fui), e o pensamento de “oh, nunca vou ver os caras ao vivo”;  e a segunda, que foi o anúncio de volta para o Rock in Rio (o qual eu não irei), e o pensamento de “pelo menos vou ver pela TV”. Até que finalmente(!!) anunciaram mais datas no Brasil, incluindo São Paulo. Ingressos comprados, resta a ansiedade e ouvir as músicas pra ver se passa (e deixar todos surdos tentando cantar junto).


Sense8

Eu quando convenci meus amigos a assistir
Sense8 é uma série da Netflix, criada pelos irmãos Wachowski, os diretores de Matrix. Não tinha visto nenhuma promo da série antes de começar (em partes porque estavam dando muita ênfase pra uma certa cena de sexo e eu achei que não fosse gostar), mas quando saiu fui ver o piloto. E não entendi nada, demorei horas pra terminar um único episódio. Mesmo assim não desisti, e as coisas começaram a melhorar, pelo episódio 3 eu já estava gostando.

Mas do que fala Sense8 afinal? Bom, é a história de 8 pessoas, de lugares diferentes do mundo, que acabam ficando conectadas mentalmente. E isso acaba se provando um recurso interessante, já que eles podem se visitar, compartilhar habilidades e conhecimentos uns com os outros – o que é uma grande ajuda quando eles se metem em encrencas.

A diversidade com os personagens é bem legal – o contraste de cultura entre eles é interessante de ver, e com isso não temos aquela coisa de todos serem brancos e/ou héteros.

Enfim, assistam Sense8! Não desistam nos primeiros episódios, haha. Depois se juntem a mim e aos outros que já não sabemos mais o que fazer pra Netflix renovar essa série.

sense8-cast-characters