30.3.15

The Last Five Years


  24 filmes para 2015Tema: Musical


Cathy Hyatt (Anna Kendrick) e Jamie Wellerstein (Jeremy Jordan) são casados. Ela é uma atriz em busca de uma carreira, mas ainda não conseguiu um grande papel. Ele é um romancista em ascenção, cuja última obra está em evidência. Eles reveem seu relacionamento. A diferença entre o sucesso de Cathy e de Jamie os faz entrar em conflito e repensar os últimos cinco anos, tempo em que estiveram juntos.

Eu fui assistir esse filme sem saber do que se tratava. Li uma recomendação e fiquei com vontade de ver. Além disso, ele é do gênero mais amado por todos (só que não), mas que muito me agrada, os musicais.

Olhando para o poster eu achava  que sabia o que me esperava -  uma comédia romântica, com algumas músicas animadinhas aqui e ali. Essa ideia se desfez logo na primeira cena, onde eu me dei conta de que 1) não, não é uma comédia romântica! e 2) é muito mais cantado do que eu imaginei.

Na verdade, por muito mais cantado eu quero dizer “(quase) não tem diálogos”. E (quase) não tem personagens também, o foco todo sendo no casal. Eu gosto da Anna Kendrick e vi alguns musicais com ela (Pitch Perfect, Into the Woods), acho que ela canta direitinho mas não sou muito fã da voz dela, então a ideia de ouvir ela cantando o filme todo poderia ter me desanimado, se não fosse o Jeremy Jordan, que eu não conhecia mas me surpreendeu positivamente. As músicas que ele cantou foram as minhas favoritas e não só pela voz dele, mas por serem as mais animadas.

Então, já no começo fica claro que o filme será todo cantado e que só tem dois personagens importantes, a Cathy e o Jamie. O que deixa tudo mais interessante é que a história é contada pelo ponto de vista de cada um deles, em uma ordem cronológica diferente. A Cathy começa no final do cinco anos em que eles estiveram juntos, enquanto o Jamie começa a partir do momento em que eles se conheceram. Por conta disso, eles cantam juntos poucas vezes, quando a linha do tempo deles se cruzam.

Realmente gostei do jeito que foi mostrado, porque formava um contraste muito interessante. Vendo o final, e o começo – onde eles estavam tão felizes – e querando chegar no meio para entender o que aconteceu.

O final foi o que eu esperava e achei que fechou bem todo o ciclo cronológico. Achei que foi real. E se for para contar uma história mais comum, mais perto da nossa realidade, que ela seja um musical.

As músicas do Jeremy Jordan já foram adicionadas a minha biblioteca com sucesso. E eu acabei gostando bastante de The Last Five Years, tirando esse poster que me induziu a pensar que essa seria diferente.

4 comentários:

  1. Morrendo com o lay desse blog!
    E adorei demais essa resenha, nossa! Adoro musicais e fiquei com muita vontade de ver.
    Vc falando de finais diferentes, isso me anima dum tanto que eu já vou correr pra baixar esse filme =)

    BjooO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguém que também ama musicais!!
      E meu amor pelo filme aumenta mais depois quando eu passo a amar mais as músicas, haha.

      Beijos!

      Excluir
  2. Eu juro que tentei ver o filme (porque eu estava muiiiito animada pra ver, uma vez que o trailer era bom e os atores nele também) porém me decepcionei e não consegui passar dos trinta minutos de filme. Não sei se eu só não estava no humor pra musical ou se não gostei mesmo, mas foi meio que uma decepção mesmo.
    De qualquer forma, gostei do seu post e gostei mais ainda do seu blog. Layout lindo e conteúdo de qualidade.
    Amei.

    Beijos,
    Bi.

    - www.naogostodeunicornios.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por ter gostado do blog!
      E essas coisas acontecem mesmo, tanto filme que me decepcionou... É uma pena, porque o filme não era o que eu esperava, mas eu acabei gostando mesmo assim. É melhor não forçar, porque aí você acaba com uma opinião pior do que a já tem, haha.

      Beijos!!

      Excluir