11.2.15

Playing It Cool



Um roteirista (Chris Evans) tem que escrever uma comédia romântica. O único problema é que ele não acredita no amor – até encontrar essa mulher (Michelle Monaghan)  em um jantar de caridade. Só que além dela ter namorado, ele sequer sabe seu nome. Apesar disso, ele fará de tudo para conquistá-la.

Ah, as comédias românticas! Já dá pra imaginar o final de todas elas só de ler a sinopse, mas eu continuo as assistindo. Para mim é uma forma de entretenimento leve, algo para passar o tempo – e essas são as únicas expectativas que eu tenho quando vou ver esses filmes. Playing It Cool mais do que as atendeu.

Eu fui ver por um único motivo: Chris Evans. Não só porque amei Capitão América 2, mas tenho boas lembranças de Qual Seu Número?, outra comédia romântica com ele, então era mais do que suficiente para eu dar uma chance pra esse.

O personagem dele é o narrador do filme – e por isso não ficamos sabendo o seu nome, nem o do seu interesse amoroso. Achei mais do que justo, já que ele é roteirista e eu estava esperando algo bem criativo. E é justamente a narrativa a melhor parte: ele falando de seu Coração que o segue por aí no maior estilo, descrevendo seus amigos, e claro, se imaginando como o protagonista toda vez que alguém lhe conta uma história.

"Agora, se imagina no meu lugar."

Tem um pouco de metalinguagem: comédia romântica tirando sarro de comédias românticas. Ele só aceita escrever esse roteiro porque depois disso conseguiria escrever um filme de ação, que é o que ele realmente queria, mas claro que por má experiências ele não acredita no amor, o que torna todo o trabalho mais insuportável pra ele.

Ele tem um grupo de amigos, mas o Scott se destaca, porque além de ser o melhor amigo, é completamente romântico. Isso acaba gerando várias conversas com o protagonista, justamente por eles serem opostos. E é bonitinha a amizade deles. ♥

O romance tem toda aquela complicação por ela ter namorado, e não tem nada mais clichê do que encontrar aquela mulher que vai mudar tudo… Mas é fofo acompanhar a amizade dos dois. Fez até eu torcer por eles. (Por que não, não é?) Mas confesso que o que fez o filme pra mim foi mais a parte da comédia do que o romance. E as cenas em São Francisco, que me deixaram com uma super vontade de visitar a cidade.  E o Chris Evans, claro.

Playing It Cool estreia aqui dia 19 de Fevereiro, com o título Deixa Rolar.


Viva sua própria história. E não se preocupe, eu prometo que não vou me colocar nelas.

2 comentários:

  1. Já quero ver este filme! Gostei muito da história, e apesar do meu gênero preferido ser ficção eu também gosto bastante das comédias românticas (aqui em casa temos uma pequena coleção só desse gênero). Não sei se vai chegar no cinema daqui, mas mesmo que eu tenha que esperar até sair em DVD ou baixar pela internet, quero ver com certeza! Adorei a resenha. Um beijo : *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro comédias românticas, mesmo me decepcionando com algumas, hahaha! Essa aqui foi um amorzinho, gostei bastante. E olha, eu assisti porque já saiu pra baixar. ;) Por mais que eu as ame, eu raramente assisto comédias românticas no cinema.

      Beijos!

      Excluir