23.1.15

A Teoria de Tudo


  24 filmes para 2015Tema: Baseado em Fatos Reais


Baseado na biografia de Stephen Hawking, o filme mostra como o jovem astrofísico (Eddie Redmayne) fez descobertas importantes sobre o tempo, além de retratar o seu romance com a aluna de Cambridge Jane Wilde (Felicity Jones) e a descoberta de uma doença motora degenerativa, quando ele tinha apenas 21 anos.
Uma amiga me recomendou A Teoria de Tudo há mais de um mês, me falando que era um filme sobre o Stephen Hawking. Eu sabia quem era e conhecia bem pouco de sua história, mas o suficiente para perguntar se era um filme triste. Ela me disse que de certa forma não, que o foco era o relacionamento com Jane, sua esposa. Apesar dessa garantia, eu só fui assistir ao filme depois que o Eddie Redmayne ganhou o Globo de Ouro e me deixou curiosa quanto à sua atuação.

Confirmei que sim, o relacionamento dos dois era o principal do filme, que já começa com Stephen e Jane se conhecendo. Ao descobrir da doença, ele tenta afastá-la, mas Jane decide que quer ficar com ele pelo tempo que puder. E é muito bonito acompanhar a vida dos dois.

Acredito que ambos são pessoas muito fortes. Ela que se manteve forte tendo que cuidar do marido, da casa, dos filhos e ao mesmo tempo para si mesma. E ele, que supostamente tinha dois anos de vida, – não é spoiler falar que Stephen já viveu muito mais do que isso, certo? – superou obstáculos para se manter ativo. Uma das cenas que mais me marcou é quando falam para ele que seus pensamentos iam continuar os mesmos, mas que ninguém ia saber o que ele estava pensando – a possibilidade de ficar preso dentro de si mesmo me pareceu chocante.

O final foi uma das cenas mais bonitas do filme para mim e a que mais me emocionou. É o legado dos dois, a mostra do companheirismo e do carinho que existe entre eles – e isso era o que eu esperava que eles mantivessem, independente dos caminhos que fossem trilhar.

Única coisa que eu senti falta foi uma marcação mais precisa do tempo – às vezes eu me perguntava quantos anos já haviam se passado. Não foi algo que prejudicou o meu entendimento, mas teria deixado as coisas mais claras e não me faria correr para a Wikipédia depois.

Eddie Redmayne estava fantástico. Muito merecedor do seu Globo de Ouro e minha torcida no Oscar vai para ele.

Em conclusão, foram duas horas muito bem gastas. Tem vários momentos que são emocionantes e nos fazem refletir. Assim como minha amiga, recomendo!


Por pior que a vida possa parecer, sempre há algo que podemos fazer, em que podemos obter sucesso. Enquanto houver vida, haverá esperança.

14 comentários:

  1. Eu sinto que vou chorar muito com esse filme, ao menos com o trailer ja foi assim.. Quero assisti-lo

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assiste sim, Clayci! É muito bonito!

      Beijos!

      Excluir
  2. Eu nunca ouvi falar nesse filme, me sinto tão...homem das cavernas.
    Eu choro muito em filmes, tipo, eu choro mesmo, e nem precisa ser tão emocionante. Estou com medo de assistir esse e ficar cega em meia as lágrimas ç-ç Mas parece lindo ♥

    ♥ rabbitsandwolfs.blogspot

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem nada não, Sr. Coelho - agora já ouviu falar, haha.
      E eu sei como é, eu choro também, às vezes com coisas que nem tem "motivo" pra chorar. Mas por incrível que pareça, eu não chorei com esse não! Vai que você não chora também? :)

      Beijos!

      Excluir
  3. Confesso que nos últimos meses não tenho me animado muito para assistir filmes, mas, pela maneira como falou, acho que vou gostar muito quando assistir esse. :D

    Beijooos
    comvistaparavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Nunca ouvi falar desse filme e queria saber o que estava fazendo que não o vi ainda, parece ser bom.
    Beijos
    Dezesseis de Volta | Fan Page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bonito, Dani! Veja sim, se tiver oportunidade!

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi,
    Tudo bom? Meu nome é Raquel Machado sou autora do livro Vingança Mortal e te encontrei lá no blog Sai da minha lente. Vi que você se interessou por minha história e gostaria de te convidar a conhecer um pouco mais delas, e aproveitar para dizer que estou com parcerias abertas então se quiser conversar pode mandar um e-mail para "raquel.machado2014@yahoo.com.br". Vou ficar muito feliz em lhe responder.
    Beijos
    Raquel Machado
    Escritora Vingança Mortal
    leiturakriativa.blogspot.com.br/p/vinganca-mortal.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raquel, vou dar uma olhada no seu livro sim!

      Beijos!

      Excluir
  6. Segunda resenha que leio desse filme. E nas duas ele foi muito bem indicado!
    Parece ser um filme muito emocionante, e eu como a manteiga derretida que sou aposto que choraria horrores kkkk
    Preciso correr e fazer a segunda resenha desse mês do projeto 24 filmes para 2015!

    Um beijo,
    Fran Canone

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tava achando que ia chorar também, mas não aconteceu!
      E já estou terminando a segunda resenha!

      Beijos!

      Excluir
  7. Tô querendo ver, mas a lista de "querendo ver" tá tão grande e o tempo tão curto... rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como é, Mila! A lista dos "querendo" é sempre maior!!

      Beijos!!

      Excluir