26.6.14

"Programação de Férias"


Ah, férias. O que pra alguns deve significar viagens, sair muito, descansar, etc. pra mim significa "vou continuar fazendo o que eu fazia antes, mas agora 24/7".

E com isso em mente, estava toda animada que ia poder assistir minhas séries. Mas que séries? Todas (com exceção de Teen Wolf) que eu assisto tiveram as season finales recentemente e nem sei quando voltam.

E aí dá vontade de fazer isso, haha.

Fui ver Transcendence com uns amigos semana passada e fizemos uma parada na livraria, olhamos todos os DVDs e com isso eu montei uma listinha de filmes que aparentemente todo mundo já viu, menos eu (inclui Ghostbusters, Forrest Gump, Grease, entre outros). Problema de falta do que assistir resolvido, haha.

Movendo para o próximo tópico...
Eu sempre falava que eu ia ler mais nas férias, mas isso acabava parecendo uma resolução de ano novo. Não que eu não leia mais, só que de uns tempos pra cá tenho levado muito mais tempo para terminar um livro, o que de certa forma é triste, porque a lista de "vou ler" só aumenta.
Para "compensar" esse fato, eu acabei fazendo algo que nem passava pela minha cabeça: comecei ler HQs.

Eu sempre gostei de filmes de super-heróis, mas pra falar a verdade, não entendia muita coisa além da história do filme (Marvel? DC?) e achava as HQs confusas. Depois eu comecei a me informar - e as HQs continuavam confusas. Não via como era possível acompanhar algo que tinha sido lançado há décadas, que possui vários arcos, onde os personagens morriam mas depois voltavam, etc. Única HQ que eu já tinha lido era V de Vingança, mas era uma história fechadinha.

Até que eu assisti Capitão América: O Soldado Invernal e
aí eu me apaixonei pelo Soldado Invernal e seu intérprete, Sebastian Stane isso despertou meu interesse. Uma rápida olhada no site da Marvel me mostrou que talvez não fosse tãão complicado assim, já que algumas séries tinham poucas edições, e depois de ver uma parte de uma das do Hawkeye (esse aí da imagem acima, aqui conhecido como Gavião Arqueiro, mas quase nunca lembro do nome dele em português), eu fui tomada por um sentimento de "Meu Deus, preciso ler isso!". E cá estou, 18 edições depois, aguardando ansiosamente a décima nona e por mais destaque para o Hawkeye no próximo filme dos Vingadores, haha.
Nesse meio tempo o encadernado que tem o arco do Soldado Invernal me deu uma olhada, eu olhei de volta, e aí já estou mais ou menos na metade. Também tenho planos de ler a série da Viúva Negra desse ano.

Não está sendo um bicho de sete cabeças - peguei as séries do volume 1 e aí é entender a história. Único problema mesmo é quando eles trazem alguns personagens que eu não faço ideia de quem sejam e de como eles estão envolvidos com os outros, ou então quando dá pra perceber que aconteceu alguma coisa ali entre personagens X e Y mas não falam o que, e nessas horas só o Google salva!!

No final das contas, acho que o "comecei a ler HQs" ali de cima foi até um pouco exagerado, já que eu estou lendo duas séries, haha. E eu ainda continuo sem entender muita coisa, mas pelo menos já estou com vontade de ver como as coisas funcionam. :)

2 comentários:

  1. Eu me sinto exatamente como você com relação às HQs, mas eu não tenho muita paciência com filmes de super heróis, parece que tudo gira em torno disso atualmente. /: Qualquer dia vou abrir o livrão da Marvel que tenho aqui e ver se sai alguma coisa pra me inspirar. Eu comprei mais pelas ilustrações mesmo, porque isso sim me atrai! UHAUSHAS! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que tá ficando saturado mesmo, tudo hoje em dia é com super heróis. :/ Ainda assim tem algumas coisas boas! E algumas das histórias das HQs eu acho interessante também!

      Excluir